Salamanca: a cidade dourada

Recentemente precisei que fazer um Microguia de uma cidade europeia e claro escolhi aquela que mais me encanta: Salamanca!
Apesar do formato diferente, acho que vai ajudar bastante quem tem curiosidade sobre essa cidade tão linda, por isso vou postá-lo na íntegra.

************************************************

Apresentação
A dourada Salamanca é um dos destinos preferidos dos jovens para estudar na Europa. Uma cidade universitária muito hospitaleira, capaz de agradar desde os mais jovens com sua intensa vida noturna, até mesmo o turista mais tranquilo que vai em busca de ver de perto monumentos históricos e uma rica arquitetura.

Logo na entrada da cidade é possível vislumbrar o cartão postal formado pela Ponte Romana com seus quinze arcos passando sobre o Rio Tormes e as catedrais Vieja e Nueva ao fundo.

Salamanca é uma cidade tranquila, segura, sem multidões e com um trânsito ordenado de dar inveja a muitas cidades européias. É comum ver os adolescentes voltando das baladas de madrugada a pé, em total segurança. Os Salmantinos também cumprem à risca a tradicional siesta espanhola e se orgulham de ter a mais bonita Plaza Mayor do país.

Orientação Urbana
Localizada a 212 quilômetros de Madri (2 horas de carro) e situada à beira do Rio Tormes, na Comunidade Autônoma de Castilla y Leon, Salamanca está próxima a algumas das principais cidades espanholas. Ávila e suas muralhas estão a 2 horas de viagem, Segóvia e seu castelo Alcázar estão à 2h30 de trem. E Toledo pode ser incluída num passeio mais curto, pois está à 3h30 de carro.

Salamanca também faz divisa com Portugal. Está a 4 horas de carro da cidade do Porto e a menos de seis horas de Lisboa.

O aeroporto internacional mais próximo é o Barajas, de Madri e se pode ir à Salamanca de trem, (Renfe: cerca de 2h45 de trajeto. € 19,85 o trecho. www.renfe.com), ou ainda de ônibus (cerca de 2h30 de trajeto. € 18,50 o trecho. www.venta.avanzabus.com).

O comércio para as 2 horas da tarde e só reabre a partir das 5h. No outono o dia termina de amanhecer perto das 9h da manhã e o Sol só vai embora depois das 8h30 da tarde (sim, para os espanhóis a tarde vai até as 8h).

Atrações
Com inúmeros monumentos arquitetônicos, um passeio por Salamanca é como uma visita a um museu a céu aberto. Um dos segredos da beleza da cidade é que seus belíssimos monumentos são feitos de Piedra de Villamayor, uma pedra esponjosa típica da região, com alta concentração de ferro. Sua coloração amarelada, que, dependendo das condições climáticas fica mais ou menos escura, confere à cidade uma cor quase dourada.

A Universidad de Salamanca (Plaza Patio de Escuelas Menores, 1) é um dos principais pontos turísticos mais procurados da cidade. Sua fachada principal apresenta inúmeros desenhos e a tradição obriga a procurar a figura de uma rã, símbolo de boa sorte para os estudantes ou de retorno à cidade para os viajantes. Enquanto os viajantes procuram, o comércio aproveita para faturar, vendendo rãs de todos os tipos.

Salamanca possui duas catedrais com estilos diferentes, mas que se completam em uma respectiva harmonia. A Catedral Vieja, construída entre os séculos XII e XIV, reflete o estilo românico e gótico. Já a Catedral Nueva, do século XVI, combina elementos góticos, renascentistas e barrocos e o exterior exibe complicados trabalhos em pedra esculpida. Paga-se € 8 para subir até as torres, mas a vista da cidade é panorâmica.

A Plaza Mayor de Salamanca é considerada a mais bela praça de toda a Espanha e o centro das atividades locais; seja dia ou noite turistas vão até ela para admirar sua beleza ou passar o tempo. Cada porta da praça leva a um canto da cidade. A porta mais famosa é com saída para a Calle Del Toro, rua com as melhores lojas da moda, entre elas está a queridinha Zara, com preços inacreditáveis. A Plaza Mayor também é o principal ponto de encontro dos jovens antes de curtir a noite. A partir das onze e meia da noite, embaixo do relógio, diversos grupos se reúnem à espera dos amigos para dali sair em direção às casas noturnas.

A Casa de las Conchas (Calle C/ Compañía, 2) é uma antiga mansão do século XVI, que agora foi transformada em uma biblioteca. A parte exterior é decorada com fileiras intermináveis de conchas esculpidas no arenito. Na entrada uma excêntrica luminária revestida por conchas chama a atenção de quem chega. E no seu interior estudantes se reúnem para estudar com mais tranqüilidade.

Um lindo jardim está ‘escondido’ atrás das catedrais. O Huerto de Calixto y Melibea (Paseo del Rector Esperabé) é uma homenagem a um conto de ‘Romeu e Julieta’ espanhol. O jardim está localizado em cima das antigas muralhas da cidade e foi cenário do famoso livro espanhol ‘Calixto y Melibea y de la puta vieja Celestina’, escrito por Fernando de Rojas, que conta o trágico romance do casal e da interferência da bruxa Celestina. Um Poço dos desejos é a sensação do jardim, onde casais apaixonados fazem pedidos de amor eterno.

Nos domingos a atração obrigatória para viajantes e moradores é passar a manhã (das 9h às 13h) no El Rastro (Calle C/ Nieto Bonal, 18). Um grande mercado a céu aberto, onde se pode encontrar roupas, calçados, objetos de decoração, relíquias, presentes e uma infinidade de produtos. Alguns produtos são novos, outros usados e outros de origem duvidosa. Os preços são sempre muito tentadores e é um dos poucos lugares onde se aceita pechinchar.

A cidade conta ainda com inúmeras atrações e motivos para ser visitada. Uma vez em solo espanhol, cabe a cada um descobrir seus lugares prediletos. Esses são alguns dos meus, que pretendo rever em breve!

Ledinara Batista

Ledinara é jornalista, blogueira e estudante de turismo. Curitibana que adora turistar pela cidade, descobrindo lugares novos. Principalmente se esses lugares tiverem doces, guloseimas e Nutella! Suas descobertas estão aqui, no blog Férias NOW, onde dá dicas para você tirar férias, nem que seja em pensamento.

Leave a Reply