Mergulho em Porto de Galinhas

PORTO GALINHAS

Ir a Porto de Galinhas e não fazer um mergulho é como ir ao Rio de Janeiro e não ver o Cristo Redentor!

Ok! Dei uma exagerada, confesso. Fazer mergulho era um item da minha Bucket List. Então, quando vi que tinha essa experiência em Porto de Galinhas, não pensei duas vezes. Deixei de lado o pequeno detalhe de que tenho pavor de água e não sei nadar, para poder conhecer um pouquinho do fundo do mar.

Estava em Recife e aproveitei um dos passeios da Luck Receptivo para conhecer Porto de Galinhas.

IMG_5940

O passeio começa cedinho, às 7h de manhã. O ônibus da Luck tem saída de hotéis em Boa Viagem ou Piedade. Como eu estava em Boa Viagem, acabei embarcando por primeiro. O Hostel Piratas da Praia, onde fiquei hospedada, é pertinho de uma das paradas do ônibus.

IMG_5939

Porto de Galinhas é considerada uma das praias mais bonitas do Brasil. Lembro que sempre que ouvia falar esse nome, logo pensava “quero conhecer um dia!”. Hoje, dizem que já não é nem 10% do que era antigamente, pois o turismo invadiu o paraíso. Mas ainda assim, continua deslumbrante!

IMG_7062
Durante o trajeto, que dura cerca de uma hora. Mas como o ônibus passa em diversos hotéis, acabamos chegando 9h na praia. Durante o percurso, o guia foi explicando um pouco do que iríamos encontrar lá: uma praia linda, passeios de jangada, de buggy e MERGULHO!

Eu queria (muito) fazer todos eles, mas fui convencida pelo guia de que não daria tempo, pois, a parte triste do passeio é que a saída de Porto de Galinhas é às 15h. No começo, achava muito cedo. Mas depois fui percebendo que até o ônibus sair, entregar todo mundo nos hotéis, já estava anoitecendo. E depois das 15h, a água já começa a ficar gelada e bater um friozinho. Lembrando que fui em abril, quando teoricamente não é mais verão, é baixa temporada.
Para agilizar, o guia já recebe os pagamentos de quem vai fazer cada passeio. Assim, quando chegamos ao restaurante base (onde almoçamos e acaba sendo nosso QG), fica mais agilizado ir aproveitar os passeios.

IMG_5935

Como comentei, queria muito fazer os três passeios. Então confirmei o de buggy e precisei escolher entre a jangada e o mergulho. Me falaram que, uma vez que você fazia o mergulho, a jangada não teria muita graça. Então, como a ideia principal era riscar um item da minha bucket list, escolhi o mergulho!

Logo que chegamos, já fomos encaminhados ao passeio de buggy. Porto de Galinhas não tem dunas, ou seja, é um passeio ‘sem emoção’. Mas nem por isso, menos bonito.

IMG_5934

O buggy comporta até 4 pessoas e o passeio custava R$ 200. Ou seja, R$ 50 por pessoa, com duração de quase três horas. O trajeto sai do centrinho, vai até Muro Alto e termina no Pontal de Maracaípe. Já é quase 13h quando voltamos ao restaurante. Passam três horas e você nem percebe. Durante o passeio, o bugueiro para diversas vezes para fazer fotos do grupo e explicar a paisagem. Um pouco de gentileza e outro pouco de tino comercial. Ao final, ele apresenta uma foto de capa de revista (literalmente, diagramada como a capa da Caras), com a sua foto e a manchete contando sobre o passeio da ‘celebridade’. Não me lembro o preço, mas não quis comprar porque não achei que valesse o investimento, afinal, eu tinha as mesmas fotos na minha câmera.

IMG_5936

IMG_5937

Cheguei ao restaurante a tempo de almoçar rapidão e partir para o passeio mais esperado: mergulhar!
Aqui fica uma dica: se quiser economizar, evite o restaurante onde o guia deixa todo mundo. Como é um destino turístico, o preço é bem salgadinho. Como eu tinha pouco tempo, acabei reservando o almoço com eles. Na faixa de R$ 70 por um prato de arroz, peixe e fritas. O mais barato.

IMG_5938

Depois, quando estava indo rumo à loja do mergulho, para pegar os apetrechos, é que vi o tanto de restaurantes tinham ali no centrinho. Senti uma pontada de tristeza quando vi o Subway e pensei que poderia ter almoçado um sandubão por 1/3 do que paguei no almoço. Mas enfim, passou. Mas #FicaaDica.

IMG_7109

Segui o funcionário da loja onde vendia o mergulho, para deixar minhas coisas (óculos, roupa, bolsa) e pegar o equipamento. O passeio custa R$ 110. Mas se você pagar em dinheiro, tem desconto e fica R$ 90. No valor estão inclusos: fotos, máscara, pés-de-pato, colete, cilindro e pra mim o mais importante: a companhia de um mergulhador!!!

IMG_5941

Muitas lojinhas pelo caminho.

Lembram que eu disse que não sei nadar e tenho um leve medinho de ficar dentro da água? Então…
Já na hora de ir para a jangada, bateu medinho. Explico: a gente vai numa jangada até a outra jangada que fica no ponto do mergulho. Só que nesse trecho é sem o colete. É rasinho, mas né, pra quem tem medo, é assustador hehe.

Chegando à jangada do Mergulho é a hora de colocar o pé de pato e conhecer seu mergulhador que irá acompanhar lá para baixo. Uma coisa foi fato: o meu mergulhador sofreu! Apertei tanto a mão dele, que o coitado mal conseguia fazer as fotos. Acho que foi por isso que minhas fotos embaixo da água ficaram tão medonhas. Sabe aquelas fotos fazendo coração, dando OK, sorrindo, feliz da vida, embaixo da água? Não foi dessa vez que consegui uma assim. As poucas que aparecem meu rosto, o medo é visível. Mas isso não foi problema, consegui curtir a aventura muito bem.

O mergulhador, ao ver que eu tinha um ‘pouquinho’ de medo, me levou pra o rasinho primeiro. Só quando eu relaxei mais é que ele puxou para o fundo. Na primeira vez dá um certo impacto. O medo da máscara desgrudar, de entrar água nos olhos, de o ouvido explodir, aquelas paranoias de quem tem medo. hehe.  Mas ao final, os 30 minutos passam que você nem percebe. E ao sair de lá, aquela sensação gostosa de dever cumprido, mais um item riscado da Bucket List e a certeza de querer fazer isso de novo… em Fernando de Noronha!

IMG_7110

Bronzeada. #SQN

***O Blog fez esse passeio à convite da Luck Receptivo, mas as opiniões são livres e pessoais, prezando pela transparência com os leitores. ***

Ledinara Batista

Ledinara é jornalista, blogueira e estudante de turismo. Curitibana que adora turistar pela cidade, descobrindo lugares novos. Principalmente se esses lugares tiverem doces, guloseimas e Nutella! Suas descobertas estão aqui, no blog Férias NOW, onde dá dicas para você tirar férias, nem que seja em pensamento.

6 Responses to “Mergulho em Porto de Galinhas”

  1. avatar
    1
    Adorei Says:

    Vou para Porto de Galinhas em novembro e também quero muito mergulhar, poderia me dizer com qual empresa fez o mergulho?

    Obrigada

  2. Ledinara Batista
    2
    Leidinara Batista Says:

    Foi com a Porto Dive. Fica na Rua dos Navegantes, 42, bem no centrinho. :)

  3. avatar
    3
    Gisele Almeida Says:

    Adorei o post e me apaixonei pelas fotos. Qual câmera você usa e também gostaria de saber se você usa algum programa de edição.

    Obrigada
    Beijos, beijos

  4. Ledinara Batista
    4
    Leidinara Batista Says:

    Oi Gisele, essas fotos do post fiz apenas com o Iphone.
    E programa de edição, apenas o photoshop :)

    bjss

  5. avatar
    5
    Paulinha Says:

    Oi Ledinara, tudo bem? A alimentação é caro assim mesmo? Tenho uma amiga que viajou para lá e disse que pelo menos na alimentação é tudo um absurdo rsrsrs.
    Estou pensando em passar as próximas férias lá, mas preciso economizar muito ainda.
    Bjosss

  6. Ledinara Batista
    6
    Ledinara Batista Says:

    Oi Paulinha
    Não é barato não. Mas é aquela história, se você virar a esquina dá de cara com um Subway, onde vai pagar um pouco menos. Mas se o restaurante oferece algo super diferente e você tem curiosidade, é legal experimentar mesmo que não seja barato. Afinal as viagens são feitas de experiências, né?! Agora, se for a mesma coisa que você já come ’em casa’ hehe corre pra outro!

Leave a Reply