Por que tem uma fila em frente à Mercearia Viana, em Curitiba?

viana

Curitiba é uma cidade que adora filas. Fazemos fila para pegar ônibus, fila no banco, no correio, no restaurante, todos os lugares geralmente têm uma filinha básica. Mas para comprar pão, eu nunca tinha visto por aqui.
E não estou falando de fila dentro da padaria, com senha na mão, aguardando ser chamado, enquanto olha as vitrines, tranquilamente. Falo sobre aquela fila na rua, no frio, esperando pra conseguir entrar na loja.

Fila assim eu tinha visto apenas na Europa. Lembro que em Salamanca, sempre via umas padarias pequeninas que por serem tão tradicionais, sempre havia fila para comprar pãezinhos.
Sei que em Nova York também é comum existir fila para comprar um doce, um hot-dog, ou algo do tipo. É aquela fila que existe não porque o lugar tem poucos funcionários, mas sim porque o produto que eles vendem é tão gostoso, que compensa a espera.

Pois foi justamente uma fila assim que me chamou a atenção hoje no centro de Curitiba. Mais exatamente ao lado da Praça Tiradentes.
Chamou tanto a atenção, que entrei na fila para descobrir o motivo dela.

IMG_9837

Fiquei exatos 25 minutos do lado de fora esperando para conseguir, finalmente, entrar. Nesse tempo, conversei com algumas pessoas que estavam na minha frente, para saber porque existia uma fila daquele tamanho em frente a uma mercearia. Não, não é uma padaria, é uma mercearia, daquelas de antigamente, que quase não existe mais.

Todos foram unânimes em dizer: o pão é gostoso demais. A broa é gostosa demais!
Isso só aumentou a minha curiosidade. E a fome, uma vez que era perto das cinco horas da tarde.

IMG_9839

Quando cheguei mais próximo à porta, pude ver as vitrines forradas de pães. Vários tipos, tamanhos, formatos e sabores. Mas todos com algo em comum: bem mais barato do que nos supermercados. Me apaixonei pelos pães de milho e de aipim. Mas, como moro sozinha, não podia exagerar. Então optei por dois pãezinhos do tipo francês, duas minis broas de milho e três opções de frios.

IMG_9840

Ao chegar em casa, fiz um cafezinho e logo depois da primeira mordida, bateu aquele arrependimento. Deveria ter trazido mais!!!
Assumo, sem culpa, que comi os quatro pães sozinha. Primeiro com os frios e depois com uma geleia caseira de frutas vermelhas, que casou perfeitamente com o pão e com a broa.

Realmente, o pessoal da fila tinha razão. É uma delícia! E não é quentinho nem nada, mas a maciez do pão conquista os clientes.

IMG_9841

IMG_9842

IMG_9843

IMG_9845

IMG_9844

A nota.

A Mercearia Viana existe há mais de 100 anos. Há 109 anos, para ser mais exata. O atendente do caixa me disse que trabalha lá há 25 anos e que todos os dias – o dia todo – a fila existe e é de quase dobrar a esquina.

Quando comentei com uma amiga (oi Dani) sobre a mercearia, ela me questionou: “Nossa! Mas por que você ficou tão empolgada com essa padaria? O padeiro é gato?”. Não, não tem um padeiro gato hahah. A empolgação é porque quando descubro um lugar bacana em Curitiba, fico morrendo de vontade de compartilhar com os leitores do blog. Neste caso não foi uma descoberta propriamente dita, afinal, a mercearia já está ali há muito tempo. Mas, ainda assim, é sempre uma alegria conhecer lugares como este, pela primeira vez!

E o mais bacana é que é um lugar tipicamente curitibano. Quem enfrenta o tempo de espera para comprar os pãezinhos são os curitibanos, de todas as idades. Deve ser porque a memória gastronômica tem o poder de nos levar para viajar… no tempo!

Ao lado da Uninter.

Ao lado da Uninter.

 

Onde fica?
Mercearia Viana
Rua Cruz Machado, 12
Telefone: 41 3222-8992

 

 

Ledinara Batista

Ledinara é jornalista, blogueira e estudante de turismo. Curitibana que adora turistar pela cidade, descobrindo lugares novos. Principalmente se esses lugares tiverem doces, guloseimas e Nutella! Suas descobertas estão aqui, no blog Férias NOW, onde dá dicas para você tirar férias, nem que seja em pensamento.

One Response to “Por que tem uma fila em frente à Mercearia Viana, em Curitiba?”

  1. avatar
    1
    Anônimo Says:

    Oi Leidy, adorei o post, muito legal!!! Bjs

Leave a Reply