Macuco Safari – Imperdível

DCIM100GOPRO

Há tempos sempre ouvia falar sobre o Macuco Safari, sobre como era emocionante e o quanto valia a pena. Por isso, quando soube que iria a Foz do Iguaçu, coloquei-o no roteiro.

Confesso que tenho um pouco de medo de água. E por mais que eu tivesse pesquisado bastante sobre o passeio, no fundo eu não tinha muita ideia de como seria. Meu principal medo era que o bote fosse embaixo de uma daquelas enormes quedas d’água, ou que o barco virasse, ou que eu fosse parar em alguma parte dos 1200 metros de largura do rio Iguaçu. Sim, sou um pouco exagerada e medrosa. Mas, de um tempo para cá, tomei a decisão de sempre enfrentar meus principais medos quando a oportunidade surgisse.

E foi assim que, na quarta-feira, depois de percorrer o lado brasileiro das Cataratas, já passava das 16h quando subimos no trenzinho que leva mata adentro até onde o barco espera pelos corajosos aventureiros.
Durante a primeira parte do percurso se conhece um pouco da fauna e da flora do parque. Uma guia nos explicava curiosidades sobre a vegetação.

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

DSC01863
Na segunda etapa, uma trilha no meio da mata convida para um contato mais próximo com a natureza. Do nosso grupo apenas eu e meus amigos quisemos fazer esse trecho a pé. Como é um trecho opcional, são 600 metros mata adentro, os outros turistas preferiram seguir direto no carro elétrico.

A guia que nos acompanhou contava calmamente que é comum encontrar cobras no caminho. E que se alguma delas quiser fazer amizades, a única recomendação é esperá-la passar. Por sorte ela contou isso apenas no final do percurso, porque se tivesse avisado no início, certamente eu teria continuado no carrinho elétrico. Afinal, cobra é um dos medos que não está na lista das minhas pretensões de superação.

E eis que chegamos à estação de embarque. Ela é dividida em duas partes. Na primeira é possível comprar uma chave de armário para guardar suas coisas. Afinal, o que for junto para o barco irá voltar encharcado. O armário custa R$ 5 e cabe mais e uma mochila. Se tiver em mais de uma pessoa, podem dividir o espaço.

Ali também é onde se pode comprar as fotos e o vídeo do passeio ao final.

Dali desce-se uma escada até o ponto de embarque. Eu havia lido em alguns blogs que era melhor ir descalço. Mas como não sabia que podia deixar o tênis lá embaixo, acabei guardando-o no armário. O problema foi descer a escada sem fritar os pés (fazia um ‘calorzinho’ de 36º C). Naquela hora, por sorte eu tinha amigos cavalheiros. Fui no colo de um deles hehehe. Mas se por acaso você não quiser arriscar, só tire os calçados lá embaixo.

É nessa hora que colocamos o colete salva-vidas e partimos para sentir o poder das quedas, debaixo das Cataratas.
Antes de chegar lá, se desfruta de um lindo visual, que, para onde se olha é impossível não querer tirar mil fotos.
Inclusive, no barco há um fotógrafo oficial do Macuco, que registra tudinho com uma câmera GoPro. Quando o barco se aproxima da primeira queda eles avisam para guardarmos as câmeras. E a partir daí é só emoção!

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

Enquanto escrevia este post pensei muito se devia dar todos os detalhes de como é o passeio ou se devia deixar prevalecer o efeito surpresa. Aí lembrei de uma conversa que tive com a Mariana, do blog Finestrino, antes de ir. Eu estava morrendo de medo e fiz um milhão de perguntas a ela, que já havia feito o Macuco. E lá pela pergunta número 58, a Mari me disse: “Leidinara, chega! Se eu contar tudo não vai ter a mesma graça. Metade da graça do passeio é o efeito surpresa!”.

E ela tinha razão!

Então, por mais que eu morra de vontade de contar tudo detalhadinho, acho que pelo ‘bem’ de você, meu querido leitor, é melhor deixá-lo na curiosidade até o dia em que fizer esse passeio e descobrir por si mesmo.
Mas eu garanto, a sensação é de lavar a alma!

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

Macuco Safari, Foz do Iguaçu

O Macuco Safari dura aproximadamente 2 horas, desde o início até o banho, propriamente dito. Mas a parte do barco dá em torno de meia hora e passa muito rápido. Então, aproveite!

No final, a tentação fica por conta de comprar ou não comprar as fotos e o vídeo do passeio. Você pode assistir e selecionar as fotos preferidas. Eu dispensei o vídeo, mas não resisti às fotos (são essas acima, no barco).

Esses são alguns dos valores:
Ingresso Macuco Safari: R$ 170 para adultos brasileiros
CD com as fotos: R$ 45
DVD com o vídeo: R$ 65
Ingresso para entrada no parque: R$ 29,20 para brasileiros e R$ 49,20 para estrangeiros

Dica: se você estiver com mais amigos, proponha comprar em sociedade. Como é o mesmo conteúdo, vocês podem dividir o valor e todos terão as fotos. Economia!

O Macuco Safari, do lado brasileiro, funciona diariamente das 9h as 17h30, com saídas a cada 10 minutos. Você pode fazer o passeio antes das Cataratas ou deixar para o final do dia. Ah! E não se esqueça de levar roupas extras, afinal, a roupa que você estiver vestindo durante o Macuco, ficará encharcada.

Serviço:

Macuco Safari

Site: www.macucosafari.com.br

Macuco Safari

———————————————————————————————————-

especial foz

 

 Este post não é patrocinado. O passeio foi pago pela blogueira, porém o Departamento Comercial do Macuco Safari ofereceu ao Blog um desconto de 30% no valor do ingresso.

 

 

Ledinara Batista

Ledinara é jornalista, blogueira e estudante de turismo. Curitibana que adora turistar pela cidade, descobrindo lugares novos. Principalmente se esses lugares tiverem doces, guloseimas e Nutella! Suas descobertas estão aqui, no blog Férias NOW, onde dá dicas para você tirar férias, nem que seja em pensamento.

Leave a Reply