LONDRES – Uma cidade para voltar

londres 1
Depois de duas semanas em Bournemouth, era hora de voltar a Londres e seguir a viagem. Agora começaria a parte ‘mochilão’ dessas férias. Eu tinha mais três dias em Londres e lá iria encontrar a Eliane, minha amiga brasileira que seguiria o resto da viagem comigo, fazendo companhia e lindas fotos. 
Saí sábado de manhã cedinho de Bournemouth porque pretendia chegar a Londres antes do meio dia. Mas claro, que como já falei anteriormente, viagem sem emoção não é a mesma coisa. Comecei perdendo o ônibus, porque eu jurava que ele saía às 9h e na realidade ele partia meia hora antes disso. Ou seja, tive que comprar um segundo bilhete. De Bournemouth para Londres, de ônibus, 22£. Metade do preço de um bilhete de trem. 
Cheguei à estação London Victoria perto da 1h da tarde. Minha amiga havia reservado um hostel ali perto e já deveria estar lá me esperando, pois havíamos combinado de ir para Windsor naquela tarde. 
Nosso hostel era o Astor Victoria, na Belgrave Road, uma rua onde hotéis e hostels estão lado a lado, com inúmeras opções. Sobre o Astor, posso dizer que é um hostel normal, sem grandes atrativos e com um staff que não conhecia o significado da palavra ‘simpatia’. Pagamos 23£ por noite (cada uma) em um quarto para 4 pessoas, sem banheiro dentro. 
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Uma das inúmeras cabines de telefone vermelha, na Belgrave Road. (Foto: Eliane Luz)
Minha amiga não havia chegado e acabamos não indo pra Windsor. No hostel conheci uma brasileira que estava vivendo na Escócia e tinha vindo passar o fim de semana em Londres. Ela estava indo até o Madame Tussauds e como eu não tinha nem sinal da Eliane, acabei indo com ela até lá. Pois se a fila não estivesse grande, eu tinha planos de entrar. 
Quando chegamos lá, vi que haviam várias filas, uma específica para quem já tinha comprado o bilhete pela internet, outra para grupos e uma outra para comprar na hora. Vi que não havia muita gente do lado de fora e entrei para comprar o ingresso. Meia hora depois, desisti. A fila ainda levaria mais 1h30 lá dentro. Já eram 4h da tarde e a minha fome de Fish and Chips foi mais forte do que a vontade de conhecer o principal museu de cera do mundo.  
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Fish and Chips já é gostoso por si só. Mas quando se está com fome, vira uma banquete!
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Famoso Pub inglês situado às margens do rio Tâmisa. (Foto: Eliane Luz)
Depois de comer, me permiti me perder pelas ruas de Londres. Passeei pela famosa Oxford Street, andei um pouco pelo imenso Hyde Park e perto das 6h da tarde voltei ao hostel achando que merecia uma medalha por ter resistido às inúmeras lojas e à gigante Primark da Oxford Street.  
Quando cheguei ao hostel encontrei finalmente a Eliane. Passeamos um pouco durante a noite pela Piccadilly Circus e seus arredores, com vontade de que as horas passassem mais devagar. Afinal há muito para ver  quando se está em Londres. 
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Eliane, amiga, viajante e fotógrafa.
Domingo turistamos por mais alguns dos principais pontos turísticos londrinos. Começamos o dia ‘brincando’ com o Big Ben. Sim, ‘Big Ben’! Por mais que digam que o nome correto é Clock Tower ou ainda, Elizabeth Tower (setembro de 2012, o nome da torre e do relógio passou a ser Elizabeth Tower, em homenagem à rainha Elizabeth II pelos seus 60 anos de reinado), pra mim (e para a grande maioria de turistas e viajantes) sempre será Big Ben!
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Nem a pontualidade britânica conseguiu resolver meu problema com horários. (Foto: Eliane Luz)

Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Por isso, eu bem que tentei dar uma atrasadinha no Big Ben. (Foto: Eliane Luz)

Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
O bom de viajar com uma amiga fotógrafa é que si pá você vira pro lado e é um flash. (Foto: Eliane Luz)

Depois foi a vez de subir e girar na London Eye. Deixamos para comprar os ingressos lá e por incrível que parecesse a fila, até que não demoramos muito para conseguir entrar. A famosa roda gigante leva meia hora para realizar a volta completa. Em cada um dos bondinhos vão 20 pessoas. No final do passeio você passa por uma lojinha de lembranças que custam os olhos da cara. Resisti!

Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Não sou fã de roda gigante, mas esta não tem como não amar. (Foto: Eliane Luz)
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Rio Tâmisa
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
(Foto: Eliane Luz)
Era passada a hora do almoço quando saímos de lá em direção à Tower Bridge, que parecia estar logo ali. Incrível como 40 minutos caminhando parecem 2h quando se está com fome.  Enquanto paramos para almoçar, começou a chover torrencialmente. Por sorte logo parou. Londres é assim, chove quando você menos espera, mas a chuva passa logo, para voltar a chover mais tarde. 
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Um colorido na paisagem londrina
Quando avistei a maior ponte levadiça do mundo, entendi porque ela é a ponte mais famosa de Londres e também a mais bonita.  Imponente e linda!
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Aquela hora que seu lado turista fala mais alto. (Foto: Eliane Luz)
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
(Foto: Eliane Luz)
Já era meio da tarde quando lembramos que ainda faltava um lugar a visitar naquele dia. Tinha que ser naquele dia! O bairro de Notting Hill! Mas esse passeio é tão especial, que merece um post só pra ele! Terminamos do dia ali…
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Uma noite em Notting Hill. (Foto: Eliane Luz)
Na manhã de segunda-feira, ainda faltavam muitos lugares a visitar. Deles, três eram os mais importantes da lista: Abbey Road (a famosa rua da capa de CD dos Beatles), o meridiano de Greenwich (o “marco zero” da Terra) e o Palácio de Buckingham. Difícil a escolha. Mas como tínhamos pouco tempo porque iríamos para Paris mais tarde, optamos pelo que parecia mais perto e começamos o nosso último dia em Londres vendo a famosa (e sem graça) troca da guarda no Palácio de Buckingham.
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Nem a chuva espanta os turistas. Afinal, o que é chuva quando se está em Londres?
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Chovia e mesmo assim centenas de pessoas se apinhavam para tentar ver a troca da guarda. A troca da guarda é… uma troca da guarda. Nenhum atrativo além disso. Sabe aquele momento em que você termina seu expediente, bate o ponto e sai feliz da vida porque está indo pra casa? É exatamente isso. A diferença é que os soldados do Palácio não batem ponto, mas sim vestem um uniforme de túnica vermelha e um gorro alto, preto, de pele de urso, fazem uma marchinha e pronto. Depois disso tem um desfile. O processo tem uma duração de 45 minutos e é realizado todos os dias, às 11h30 da manhã. Dali ficou apenas a vontade de retornar à Londres no verão para poder conhecer o Palácio por dentro. Pois, durante o verão londrino a rainha Elizabeth II viaja para a sua casa, na Escócia e o palácio fica aberto à visitação.
Londres, uma cidade para se voltar no verão… no outono.. na primavera… e claro, no inverno. Uma cidade para se voltar SEMPRE!
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
Uma loja em que o tema é o NATAL. O ano inteiro!
Londres, London eye, o que ver em Londres, Belgrave Road, Fish and Chips, Clock Tower, Big Ben, Tower Bridge, troca da guarda, Palácio de Buckingham
LONDRES – Uma cidade para se voltar SEMPRE!
*** Minha viagem contou com a cobertura da Assist-Med Brasil, que em parceria com o blog, cedeu o meu seguro viagem. ***


Ledinara Batista

Ledinara é jornalista, blogueira e estudante de turismo. Curitibana que adora turistar pela cidade, descobrindo lugares novos. Principalmente se esses lugares tiverem doces, guloseimas e Nutella! Suas descobertas estão aqui, no blog Férias NOW, onde dá dicas para você tirar férias, nem que seja em pensamento.

Leave a Reply