Itália: Lago Di Como

Texto escrito em 09/01/2012
Depois de pesquisar algumas cidades para visitar, escolhi conhecer o famoso Lago di Como. Digo famoso, porque soube que algumas celebridades como George Clooney tem casa ali, chamada de Villa di George Clooney.
itália, lago di como, milão, george clooney
A cidade de Como está localizada há cerca de 1 hora de Milão e é muito fácil chegar até lá. Acordei às 9h30 de uma segunda-feira, tomei meu café no hostel e fui para a Estação Central. Eram 10h30 quando finalmente comprei o bilhete para o trem que sairia às 11h40. Tudo muito tranqüilo, até eu descobrir que o trem não saía daquela estação e sim de Cadorna. Achei que não fosse dar tempo, mas resolvi correr o risco. As estações de metrô em Milão são um pouco abandonadas de informação e quando não se fala o italiano nem o inglês, a dificuldade aumenta.  Eu havia comprado o bilhete em uma das inúmeras máquinas que estão disponíveis nas estações de trem e se quisesse informação, o único posto para isso havia fila quilométrica. Ou seja, não daria tempo de perguntar a eles.
Graças à pontualidade dos metrôs italianos cheguei a tempo. Então, contando com a sorte e seguindo o instinto embarquei no trem que eu achava que era o certo. Os trens italianos são divididos em primeira e segunda classe. Para saber identificá-los é fácil (ok, agora é fácil, mas na hora não foi porque a obviedade complicava as coisas), o número está escrito do lado de fora do vagão. Os vagões com o número 1 são os da primeira classe e os que têm o número 2 são os da segunda. Não há muita diferença entre eles. As poltronas não são numeradas. Então você compra o bilhete, não a poltrona, podendo sentar onde quiser.
Na hora eu não sabia, e quando se está num lugar desconhecido você sempre tem receio de estar fazendo da maneira errada. Sentei em uma poltrona e rezei para ter feito tudo direitinho. Como comprei a passagem mais barata, o trem parava de 5 em 5 minutos, mas por sorte deu tudo certo e a viagem foi bem agradável. Logo cheguei a Como.
itália, lago di como, milão, george clooney
no caminho avista-se os alpes
Quando desci do trem não tinha idéia de por onde começar, nem mapa havia levado. Mas foi fácil, saí da estação e logo dei de cara com o lago. Realmente é uma paisagem de se encher os olhos. O dia estava lindo, rendeu lindas fotos.
itália, lago di como, milão, george clooney
itália, lago di como, milão, george clooney
itália, lago di como, milão, george clooney
itália, lago di como, milão, george clooney
O lago é a atração principal da cidade, que está cravada entre montanhas. Em forma de Y, ele tem 146km² de extensão e em suas margens estão localizadas várias cidades e vilas centenárias, uma dessas vilas é a do ator hollywoodiano, que desafortunadamente não cheguei a ver.  Caminhei pela cidade, passeei por inúmeras ruelas, entrei em algumas lojas, só não fiz o passeio de ferry, infelizmente.
itália, lago di como, milão, george clooney
itália, lago di como, milão, george clooney
itália, lago di como, milão, george clooney
itália, lago di como, milão, george clooney
Quando passava das 4h da tarde, retornei à estação de trem. Minha passagem era apenas  para dali uma hora, mas como no inverno escurece muito cedo na Itália, já era quase noite e eu não quis esperar mais. Em meio a explicação italiana de um recepcionista mal humorado (ok eles não são mal humorados, apenas falam como se fossem) descobri que uma vez que validava o bilhete na máquina, poderia pegar qualquer trem dentro de uma hora. Ótimo, porque o trem já estava de partida.
Enfim, em uma tarde posso dizer que conheci a cidadezinha, ou boa parte dela. É linda, mas sem movimento, agitação. Ou seja, é perfeita para passar algumas horas ou um final de semana de descanso,  não mais que isso. A passagem custou muito barato, cada trecho de primeira classe saiu por 6 euros.  Para quem está em Milão e dispõe de uma tarde é uma excelente escolha.

Ledinara Batista

Ledinara é jornalista, blogueira e estudante de turismo. Curitibana que adora turistar pela cidade, descobrindo lugares novos. Principalmente se esses lugares tiverem doces, guloseimas e Nutella! Suas descobertas estão aqui, no blog Férias NOW, onde dá dicas para você tirar férias, nem que seja em pensamento.

Leave a Reply