DOCES – Os lugares que mais se destacaram em 2017

Fiquei muito em dúvida se fazia este post ou não. Sempre me perguntam sobre meus lugares preferidos. Não quer dizer que apenas os listados abaixo sejam minhas indicações. Mas durante todo o ano passei por diversas docerias, algumas delas várias vezes, e posso dizer que tem alguns que fui bastante, por vontade própria e que recomendo de olhos fechados.
Separei em 15 categorias diferentes do que a gente vê em prêmios de gastronomia durante o ano. Não vou entrar no quesito avaliação de preços porque acredito que a percepção de cada um varia bastante. O que é caro mim pode não ser para você ou vice e versa. São lugares que provavelmente vocês já conheçam e concordem, ou não. Vamos descobrir e relembrar? Ao final, deixe seu comentário contando qual é o seu preferido, mesmo que ele não esteja na lista.

.  – – – – – – – – – – – – – – 

BOMBANDO DESDE A INAUGURAÇÃO: Cookie Stories     @cookie_stories

A Cookie Stories era uma das inaugurações mais esperadas (por mim) em 2017. E a loja chegou em março, no Juvevê. Ela veio não apenas linda, mas com muitas opções de doces gostosos no cardápio. E diferente do que se pudesse imaginar, as filas nos fins de semana duraram o ano todo. Consegui ir duas vezes durante este ano, sendo a primeira, na inauguração. As meninas arrasam no atendimento e na criatividade. Um dos doces mais procurados, além dos cookies, é o café no copinho de cookie. Um lugar para voltar muitas vezes em 2018.
Onde fica: Rua Moysés Marcondes, 429 – loja 03 – Juvevê.

.
FECHOU E VAI DEIXAR SAUDADES:  Café Demoiselle

É muito triste ver uma doceria fechar. Ainda mais quando ela tem tradição, renome e um atendimento atencioso. Mas foi isso que aconteceu em novembro, com o Café Demoiselle. Após seis anos de história e referência em macarons, o Demoiselle fechou. A proprietária se mudou para outro país, para escrever uma nova história. Aqui, deixou as lembranças gastronômicas dos lindos doces que diariamente enfeitavam a vitrine.

.
DOCERIA REVELAÇÃO:  Kinkan Sweet & CO             @kinkansweet

Uma doceria japonesa em Curitiba? Sim, existe!
A Kinkan inaugurou em abril e de lá para cá vem angariando clientes cativos. Sabe aquela doceria que você vai para conhecer e gosta tanto que volta sempre? Então… é disso que estou falando. Se você chega logo no início do expediente, consegue pegar a vitrine cheia e aí, o difícil é conseguir escolher o doce. São muitas opções e uma mais bonita ou curiosa que a outra. E até mesmo quem prefere um salgado se dá bem, pois uma das vitrines é exclusiva de tartines e pães, com muito queijo, servidos quentinhos.
Um dos doces que você não pode sair sem experimentar é o Fuwa Fuwa: parece um travesseirinho, com massa fofa, recheada com morangos e ganache. E ainda, o Cruffin, que o chef Cairo importou a ideia da Austrália: um croissant, assado no formato de um muffin e com muito recheio. Aliás, os doces no geral têm sempre bastante recheio. Isso vale também para a éclair também.
Onde fica: Av. Vicente Machado, 975 – Batel.

.
DOCERIA FUNCIONAL:  Funfit Faz Bem                @funfitfazbem

Agora, no final do ano, precisei ficar uma semana sem glúten e sem lactose para investigar uma suspeita de intolerância. Mais do que nunca, me joguei nos doces da Funfit. E não adianta, sempre que me perguntam sobre uma doceria para quem tem restrições alimentares, indico eles. Os doces são gostosos, a apresentação brilha os olhos e você pode comer sem se preocupar. Além disso, este ano eles abriram quiosques em diversos shoppings da cidade, então está fácil de encontrar. Dois dos doces que estou morrendo de amores é o bolo de banana com cobertura de doce de leite e o pavê de abacaxi com coco, que eu comeria quilos, o dia inteiro.
Onde fica: R. Rocha Pombo, 280 – Juvevê e shoppings de Curitiba.

.
PARA AGRADAR A GREGOS E TROIANOS:  Prestinaria              @prestinaria

Eu tenho uma amiga chata. Foi por causa dela que eu passei a considerar a Prestinaria um lugar para agradar qualquer tipo de gosto. É quase impossível você não achar algo que você curta no cardápio, que é bem amplo.
Este ano eles deram uma repaginada na decoração e ficou ainda mais aconchegante (e lotada). Sempre vou para tomar café da tarde. Adoro o misto quente (sem queijo) com pão de grãos. O croissant de amêndoas dispensa comentários desde sempre. E a vitrine de doces traz opções para os dias que a gente precisa de muito chocolate e para os dias que você quer algo com frutinhas também.
Onde fica: R. Euclides da Cunha, 699 C – Bigorrilho.

.
PÃES:   Sphair Gourmande             @s.gourmande

Uma das minhas descobertas este ano não é necessariamente doce, mas todo mundo adora: pães!
Conheci a Sphair Gourmande no início do ano e logo eles passaram a fazer parte dos tours de temáticos, para a alegria também dos participantes. O ateliê de pães está localizado no Ahú e a cada dia da semana tem fornadas de pães de diversos sabores, com excelente custo benefício. Contrariando o doce, meus favoritos são o de manjericão e de linguiça Blumenau. Experimentem!
Onde fica: R. Tomazina, 345 – Loja 5 – Ahu.

.
MACARONS:   Cheia de Graça Pâtisserie        @cheiadegracapatisserie

Este ano me rendi de amores pelos macarons. Comi em vários lugares, experimentei o máximo que pude. E continuo vidrada neles. Em novembro, minha amiga teve bebê e quando fui visitá-la no hospital, levei macarons da Cheia de Graça. Ela nunca havia comido o doce e morria de curiosidade. Sempre que me vê, ela fala que é só fechar os olhos, que se lembra da textura e do sabor dos macarons daquele dia. Um dos itens da minha bucket list pra 2018 é fazer um roteiro de macarons por Paris.
Onde fica: R. Bpo. Dom José, 2465 – Batel.

.
DOCERIA QUE MAIS EXPANDIU EM 2017:    Casa da Bruxa       @acasadabruxa

Vi a Casa da Bruxa nascer (LEIA ESTE POST) e fiquei muito feliz em acompanhar essa expansão. Em fevereiro eles completaram um ano de loja. E estão encerrando 2017 com dez lojas. Presente em diversos shoppings de Curitiba, abriu também em Londrina e Balneário Camboriú. O conceito inicial mudou um pouquinho, hoje há menos opções de doces importados e os doces da marca ganharam mais destaque. Mas ainda é possível encontrar chocolatinhos importados nas lojas e quiosques.
Onde fica: Rua Emiliano Perneta, 22 – Centro e mais outros nove endereços.

.
SORVETERIA:   L’Arte di Gelato                @lartedigelato

A L’Arte di Gelato inaugurou em janeiro e teve um ano bastante movimentado. Das sorveterias, é um dos lugares que fui com mais frequência este ano. Primeiro me rendi ao gelato de Pistache, depois veio a surpresa com o sabor Massa de Bolo, teve também um desafio que lancei ao Fabricio: criar um gelato de doce de leite sem lactose. E ele arrasou.
Agora, mais recente, morri de amores pelo gelato de Churros. E já estou curiosa pelas novidades que vêm por aí.
Onde fica: Alameda Prudente de Moraes, 1281 – Centro.

.
DOCES MAIS TRADICIONAIS:   Confeitaria Lancaster      @confeitaria_lancaster

Existe alguém em Curitiba que não conheça a Lancaster?
Uma das confeitarias mais tradicionais do Centro, continua mantendo uma vitrine de doces de encher os olhos. O meu preferido: a bomba de creme. Este ano também fui conhecer o almoço deles, que é também uma boa dica para quem passa por ali entre 11h e 15h.
Onde fica: Praça Zacarias, 68 – Centro

.
DOCES COM APRESENTAÇÃO DE ENCHER OS OLHOS:  Confeitaria Curitibana @confeitariacuritibana

A Confeitaria Curitibana chegou de mansinho, fui conhecê-la antes mesmo de inaugurar oficialmente. Experimentei uma releitura da torta Floresta Negra, que somada ao visual panorâmico do Pôr do Sol, se tornou uma das minhas indicações para turistas que vêm à cidade em busca de experiências. Recentemente voltei para conhecer mais algumas sobremesas e essas são o motivo da minha indicação deles nesta categoria. Eles capricharam! E, inclusive, foi um dos posts mais lidos do blog. LEIA AQUI!
Afinal, como não arregalar os olhos quando chega à mesa um red velvet acompanhado de uma estação tubo de chocolate? Ou ainda, um doce no formato do Museu Oscar Niemeyer?!
Onde fica: R. Padre Anchieta, 1287 – Bigorrilho.

.
SOBREMESA DE RESTAURANTE:   La Varenne     @lavarenne1

Um sábado desses, 22h30, depois de comer alguma coisa salgada, falei para minha amiga ‘Quero comer uma sobremesa de arrasar. Bora?!’. Minutos depois, lá estávamos nós, no La Varenne, para saborear as sobremesas.
Este ano, inclusive, fui convidada para ir conhecê-las, três de uma vez só. Depois, voltei mais vezes e experimentei mais algumas. Desde pudim, que é um doce que não curto muito, até a Nuage de Cumaru, que é uma sobremesa que leva frutas tropicais amarelas cozidas em baixa temperatura e tuille de aveia. Naquele sábado à noite, saboreei ela e a Merengue italiano, com uma seleção de mini suspiros de limão e framboesa, sorvete de yogurt e amarena e chantilly.
São o tipo de sobremesa para quando você quer investir ($) numa experiência gastronômica doce sensacional.
Onde fica: Pátio Batel, Piso L4.

.
DOCE DE FEIRA:    Kurtos Kalacs        @kurtoskalacs_brasil

Um pãozinho húngaro, doce e servido quentinho, com um toque de canela. Não tem como resistir. E para nossa sorte, eles estão a semana inteira pelas feirinhas gastronômicas de Curitiba. Quem já provou? De longe, continua sendo o meu doce preferido na feira.
Onde fica: nas feirinhas gastronômicas de Curitiba.

.
INSTAGRAM COM RECEITAS DE DOCES:   Flamboesa      @flamboesa

Para quem tem habilidades culinárias ou apenas quer ver fotos bonitas e inspiradoras de doces, a dica é seguir (como assim, vocês ainda não seguem?) a @flamboesa. Eu passei o ano babando nas fotos de doces dela.

.
INAUGURAÇÃO QUE PROMETE PARA 2018:     Orna Café     @ornacafe

E finalmente, uma inauguração que prometo ser um sucesso em 2018 é o Orna Café. Ainda não conheço o cardápio de doces, mas acredito que pelo conjunto da obra (decoração, cardápio e sucesso nas redes sociais das proprietárias, o blog Tudo Orna) tem tudo para ganhar grandes filas nos primeiros meses. Vamos aguardar.
Onde vai ser: Alameda Dr. Carlos de Carvalho, 943 – Centro.

Ledinara Batista

Ledinara é jornalista, blogueira e estudante de turismo. Curitibana que adora turistar pela cidade, descobrindo lugares novos. Principalmente se esses lugares tiverem doces, guloseimas e Nutella! Suas descobertas estão aqui, no blog Férias NOW, onde dá dicas para você tirar férias, nem que seja em pensamento.

Leave a Reply