Curitiba Hostel – Hospedagem no Centro Histórico de Curitiba

Quem visita Curitiba nos finais de semana, na maioria das vezes, faz questão de visitar a Feira do Largo da Ordem, né?

Já imaginou se hospedar no Centro Histórico da cidade e acordar no meio da Feirinha?  Eu vivenciei isso e posso afirmar que é muito prático e… o melhor.. barato!
largo

Centro histórico em dia de Feirinha: domingo!

feira hostel

Feirinha vista de um dos quartos do Curitiba Hostel. (Foto: Curitiba Hostel)

feirinha

Sempre se encontra muitas coisas diferentes na feirinha. Pinhão é uma delas!

Desde o final de março, o Férias NOW! faz parte do Curitiblogando, uma rede de blogueiros de Curitiba, que têm como objetivo divulgar mais a cidade e suas atrações, do ponto de vista de um curitibano. Pois bem, no mês passado, a CCVB (Curitiba Convention & Visitors Bureau) nos convidou para conhecer quatro dos sete hostels da cidade e dormir em um deles.
Blogueiros começando o tour pelos hostels

Blogueiros começando o tour pelos hostels

Mais pra frente você verá um post sobre os quatro albergues juntos. Mas hoje, vou contar um pouco sobre o que eu escolhi para dormir uma noite: o Curitiba Hostel!

Ele foi o primeiro que conhecemos, no tour pelos hostels, e confesso, me encantou a ideia de me hospedar num casarão antigo, bem no centro histórico da cidade.
Localizado, literalmente em cima do famoso Bar do Alemão, sua entrada passa quase desapercebida em meios às mesinhas do lado externo do bar.
frente do hostel

Foto: Curitiba Hostel

A entrada leva a uma escada, que termina na recepção, que aliás, funciona 24 horas. Os quartos, banheiros, Home Office, sala de convivência, churrasqueira, lavanderia e mezaninos ficam todos no mesmo andar. Sim, o casarão é enorme.

No andar mais acima, uma espécie de sótão, estão localizadas as capsulas privativas. Uma opção diferente para quer quer dormir sozinho, longe de qualquer barulho. A Fernanda, do blog Preciso Viajar, experimentou uma delas.
Voltando aos quartos, os coletivos são separados entre masculinos e femininos, e são classificados como Aldeias, uma homenagem às Aldeias Indígenas Tingui, Tanguá, Tupi, Guarani, Carijó. Todos com camas grandes (treliches) e espaçosas, armários com chave de segurança, tomada ao lado da cama e luz exclusiva para leitura. Aliás, isso é ótimo, pois você pode deixar seu celular carregando do seu lado, enquanto dorme, ou ainda, ler um livro tranquilamente sem atrapalhar o sono do colega de quarto.

quartos hostel

Um dos quartos coletivos. (foto: Curitiba Hostel)

capsula hostel

Essa é uma das capsulas, onde a Fer dormiu. (Foto: Curitiba Hostel)

E, o que mais me encantou…. o edredom!!!  Tem coisa melhor do que, ao final do dia, você deitar numa cama limpinha e ter uma coberta aconchegante?!
O edredom cobertor de um lado e edredom do outro. Você escolhe o lado conforme o seu frio. Eu amei!
edredom
Para quem viaja em casal ou família e não quer um quarto coletivo, pode optar pelas suítes, que levam os nomes de alguns pontos turísticos de Curitiba. Todas tem vista para o Centro Histórico, banheiro exclusivo, TV, internet e frigobar.
Os banheiros, que são sempre uma preocupação em hostels, no Curitiba Hostel complementam a boa estrutura. São banheiros coletivos bem amplos. E ainda, preocupados com a acessibilidade, há um banheiro para pessoas com necessidades especiais.
O café-da-manhã é melhor do que o de muitos hotéis classe econômicas que já vi por aí. Pães, bolos caseiros, café, chá, leite, sucos, frutas, iogurtes, frios e biscoitos. Sim, tem tudo isso. No dia que eu estava, tinha uma deliciosa nega-maluca!
553b3-sam_0054
7d8e3-cafedamanha
E ainda falando em comida, o hostel tem parceria com o Bar do Alemão e oferece três opções de Combos para lanches. Você ganha o voucher e escolhe qual vai usar. Nós usamos um deles e posso dizer que o desconto vale a pena.
Analisando toda a infra-estrutura do Curitiba Hostel, afirmo que, para viagens curtas ou longas, se hospedar ali é uma opção bem mais viável, se comparado a um hotel. Você está no coração histórico da cidade, bem cercado de bares e diversão, por preços mais amigáveis. Sem contar que, se hospedar em hostel, é bem mais familiar e menos frio do que um hotel.
Os preços dos quartos são de R$ 50 para uma cama individual. Uma cápsula privativa sai por R$ 70; e suítes a partir de R$ 200 com uma cama de casal, mas com a possibilidade de acrescentar até três camas individuais extras, por adicionais de R$ 40 cada cama. Nesses valores estão sempre inclusos o café-da-manhã, roupas de cama, toalhas de banho e internet WI-FI.
Algumas considerações 
Como eu disse, a ideia de acordar já ‘dentro’ da Feirinha do Largo é ótima. Mas, durante a noite, aquela região merece bastante atenção. Há policiamento, mas como acontece na maioria dos centros históricos das cidades, é habitada por mendigos e se torna um ponto frequente de assaltos. Todo cuidado na hora de andar por ali a noite.
largo 2

Largo da Ordem

çlargo 3

E se você acorda em meio à Feirinha, você também dorme em meio ao barulho do Bar do Alemão. Ou seja, a não ser que você esteja na cápsula, no restante dos quartos é possível ouvir toda a barulheira da área externa do bar. O que é normal, levando em conta que você tem vista para a rua. Mas incomoda na hora de dormir. Então, vá para a cama quando já estiver bem cansado.

E, como falei no início, a localização é ótima para conhecer o centro de Curitiba a pé. Olha só o que tem pertinho do hostel…

casa mais antiga

Essa é a casa mais antiga de Curitiba! É a última desse tipo de arquitetura colonial. Reparem que a porta dá direto para a rua. Imaginem que legal que era antigamente… Ela já foi residência, comércio e agora, museu. Recebeu o nome de Casa Romário Martins, em homenagem a um historiador. Mas, por curiosidade, foi apenas uma homenagem, porque o historiador nunca teve ligação alguma com a casa. Ela está localizada quase do lado do hostel!

bolinho bacalhau feira

Difícil resistir aos bolinhos de bacalhau da Feirinha do Largo da Ordem. Tem todo domingo, quase na esquina do hostel.

catedral

E o hostel está logo atrás da lindíssima Catedral de Curitiba.

Serviço:
Curitiba Hostel
Endereço – R. Dr. Claudino dos Santos, 49 – São Francisco (no coração do Largo da Ordem)
Telefone – (41) 3232-2005
Agradeço ao convite do Curitiba Hostel e gostaria de deixar claro que a hospedagem foi cortesia, mas as opiniões são extremamente pessoais.


Quer conhecer mais sobre o Curitiblogando? LEIA AQUI!
Quer ver como é a Feirinha do Largo da Ordem?  LEIA AQUI!
Ledinara Batista

Ledinara é jornalista, blogueira e estudante de turismo. Curitibana que adora turistar pela cidade, descobrindo lugares novos. Principalmente se esses lugares tiverem doces, guloseimas e Nutella! Suas descobertas estão aqui, no blog Férias NOW, onde dá dicas para você tirar férias, nem que seja em pensamento.

Leave a Reply