Caminho do Vinho em São José dos Pinhais

Fazia tempo que eu queria voltar ao Caminho do Vinho. E apesar de ser ‘do lado’ de casa, eu sempre acabo me enrolando pra ir. Mas no feriado de 01 de maio combinei com alguns amigos e finalmente consegui matar a vontade. 
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho,
Árvore decorada no Casarão Café Colonial
Quem é de Curitiba e região, já deve ter ouvido falar da Colônia Mergulhão, onde está localizado o Caminho do Vinho, em São José dos Pinhais. 
Para quem vem de Curitiba, o principal acesso é pela Avenida das Torres (BR-376 sentido Joinville/SC).
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho,
Antes de falar o que de tão bom tem ali, deixa eu contar um pouquinho da história, de como ele surgiu. 
Em 1999 a prefeitura da cidade descobriu o potencial turístico daquela região e desenvolveu  o projeto com o objetivo de divulgar o folclore, artesanato, comidas típicas e a valorização do patrimônio histórico-cultural.  Nasceu aí uma Rota de Turismo Rural.
Atualmente, são 30 propriedades rurais envolvidas nas mais diversas atividades como cantinas e adegas, restaurantes e cafés coloniais, chácaras de lazer, minhocário, pesque-pague, pousada, entre outras e, ainda são mantidas edificações típicas da colonização italiana.  
Agora, voltando ao passeio, é possível fazê-lo de duas maneiras: com o ônibus turismo ou de carro. Existem prós e contras nos dois casos, a decisão cabe de acordo com a sua preferência no dia. 
De ônibus turismo: aos sábados e domingos é possível fazer o passeio com um ônibus lindão, todo pintado de roxo cor de vinho. O ponto de partida é na frente do Shopping São José e paga-se R$ 10 na passagem (bilhete único que garante a ida e a volta). É difícil repetir o mesmo passeio porque os itinerários são diferentes em cada dia e as rotas também. 
No sábado a saída é às 13h30 e o retorno às 18h30. Passa-se por vários estabelecimentos para compras e degustações, e, o passeio termina em um dos 3 cafés coloniais (que é pago à parte também). 
Já, nos domingo, a saída é às 11h e o retorno às 16h. Tem parada para o almoço em um dos 5 restaurantes  da Rota.  O  Valor estimado do almoço é de R$ 23 a R$ 26, também pagos à parte.    
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho,
A parte boa do ônibus é que tem uma guia de turismo que vai contando a história do Caminho do Vinho e você pode aproveitar todas as amostras de vinhos sem medo do bafômetro. A parte ruim é que tem que cumprir o horário. Então, sobra bem pouco tempo para aproveitar o café colonial no final. Sou dessas que gosta de ficar horas comendo aquelas delícias. 
De carro: neste caso você faz a rota conforme preferir e tem a autonomia de parar onde quiser, por quanto tempo quiser. Sempre nos finais de semana e feriados, pois os estabelecimentos só abrem para o comércio nestes dias. Não tem diferença nenhuma no atendimento entre excursões com o ônibus ou cliente individual. A rota não é grande, então não é fácil se perder. Dá para fazer sem um mapa, tranquilamente. 
A parte boa é você ter a liberdade de fazer o seu tempo, ou seja, dá pra ficar horas no café. A parte ruim é que se você for o motorista, terá que passar vontade nas provas de vinhos. Eu recomendo fazer a primeira vez com o ônibus, para conhecer um pouco da história e se familiarizar com o percurso. E nas outras vezes fazer de carro mesmo. E uma dica: vá quando o carro estiver pedindo por uma lavagem, porque ele voltará de lá com uma boa camada de poeira. 
Agora vamos às delícias…
São muitas adegas, lojas de produtos coloniais, restaurantes e cafés coloniais. Eu sempre vou para comprar  o trio: salames, geleias e vinhos. Os preços dos produtos não variam muito. Uma garrafa de vinho, por exemplo, custa R$ 9. O que muda de uma adega para a outra é o sabor do vinho. Por isso a parte legal é experimentar o máximo que conseguir, até decidir qual mais agrada o seu paladar. 
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho,
Adega Bortolan
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
Batidas, licores e o famoso Rollmops
As geleias de frutas são uma tentação. Todas as frutas da época e ainda algumas misturadas com cocada. Como resistir? 
Eu comprei a tradicional de uva e a de uva branca. Ambas saborosíssimas. 
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames,
Os salames… fresco ou seco? Gosto dos dois! 
Você já comeu salame recheado com azeitonas? Eu não curto, mas meus amigos que experimentaram, aprovaram! O preço varia entre R$ 9  e R$ 11. 
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames
Além da parte de gastronomia, há também opções de lazer, como chácaras recreativas, parque aquático (sim, tem um), pesque-pague e até mesmo um colha e pague, onde o turista visita a horta de um sítio e colhe as verduras que quiser levar para casa, pagando no final.

Em se tratando de paisagens, vale pelo contato com a natureza. Não há paisagens lindas, espetaculares, mas é gostoso estar numa área rural tão perto do centro da cidade (São José dos Pinhais).

Dos cafés coloniais só conheço dois. Nas duas primeiras vezes que fiz o Caminho, fui ao Grimpa Verde, uma charmosa casinha verde, em frente ao pesque-pague. Lá é preciso fazer reserva antes. Apesar de pequena, tem uma boa variedade de doces e salgados. Dá pra perder um bom tempo saboreando tudo.

caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
Pesque-pague em frente ao Grimpa Verde
Nesta última vez fui ao famoso Casarão. Das outras vezes que tentei ir, a fila sempre me desanimava. Desta vez fui mais esperta. Como era feriado, estava lotado às 5h da tarde. Então, deixei o nome na lista de espera e fomos terminar as comprinhas. Uma hora depois voltamos bem a tempo de sermos chamados.
A variedade ali é bem maior. Vai desde o tradicional café colonial com pães, bolos, tortas, cafés, sucos, biscoitos e doces, até mesmo a sopas e um exclusivo creme para misturar ao café. Difícil é conseguir espaço ao redor das mesas. Sempre lotadas. 
Eu me apaixonei à primeira vista pelo bolo de vinho!
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
Meu PRIMEIRO pratinho
Em ambos os cafés, o preço é de R$ 20 por pessoa. É um valor que vale a pena, tendo em vista a quantidade e variedade de comida à disposição. Todos os Cafés Coloniais funcionam das 14h às 21h. 
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,

caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
Sagu com leite condensado
Desta vez o passeio durou poucas horas de uma tarde ensolarada. Mas fica a dica para o seu próximo fim de semana. Um passeio perto da capital paranaense, que faz a alegria da família, dos amigos e, principalmente, do seu estômago! 
caminho do vinho, colônia mergulhão, turismo rural, casarão, café colonial, bolo de vinho, salames, são josé dos pinhais,
Ledinara Batista

Ledinara é jornalista, blogueira e estudante de turismo. Curitibana que adora turistar pela cidade, descobrindo lugares novos. Principalmente se esses lugares tiverem doces, guloseimas e Nutella! Suas descobertas estão aqui, no blog Férias NOW, onde dá dicas para você tirar férias, nem que seja em pensamento.

4 Responses to “Caminho do Vinho em São José dos Pinhais”

  1. avatar
    1
    Vai ficar em Curitiba? 10 Passeios para fazer no Feriado | Ferias Now Says:

    […] 3 – Fim de semana italiano no Caminho do Vinho Outro passeio que combina com o fim de semana de um feriado é o Caminho do Vinho, em São José dos Pinhais. Você pode ir almoçar, depois passar a tarde relaxando num pesk-pague ou apenas fazer o roteiro degustando salames, queijos, pães e vinhos. E terminar a tarde em um café colonial (R$ 25 por pessoa), experimentando inúmeras delícias, sem ter hora para acabar. Afinal, é feriado! E o mais legal é que você pode fazer o passeio por conta própria, de carro, ou com a linha turismo especial. Tem um post bem legal sobre o Caminho do Vinho AQUI! […]

  2. avatar
    2
    passeio Says:

    Olá.. No caminho do vinho é possível fazer passeios a cavalo?

  3. Ledinara Batista
    3
    Leidinara Batista Says:

    Babi, não que eu saiba.

  4. avatar
    4
    fernanda Says:

    sim é possível sou curitibana mas moro no centro de são josé dos pinhais, o passeio a cavalo na chácara vô joão é 15 por pessoa dura 30 minutos. dá pra almoçar e depois fazer o passeio.

Leave a Reply