As 5 Piores Desculpas para NÃO Viajar

Há tempos estava para escrever este post e já vi alguns parecidos por aí, com bem mais desculpas do que as que vou citar. Mas estas cinco são as que tenho ouvido com mais frequência, de amigos e pessoas ao meu redor, e que acho totalmente infundadas, pra não dizer esfarrapadas. São as Piores!

1 – “Não estou nadando em dinheiro.” 
Hoje testemunhei o seguinte diálogo:
– Vai viajar nas férias?
– Tá doido? Não tô nadando em dinheiro!
Essa é a principal desculpa. E é triste ver pessoas que ainda pensam assim. Como se viagem estivesse diretamente relacionada a uma conta polpuda no banco.  Com tantas promoções de passagens aereas, hotéis e pacotes turísticos, dinheiro não é mais desculpa. Taí a CVC que não me deixa mentir. Hoje em dia a “Dona Maria” pode parcelar uma viagem em até 10x e conhecer uma cidade nova. Não precisa ser uma viagem de avião ou para a Europa, muito menos uma volta ao mundo. Tem tantos destinos mais pertos, que você pode ir de ônibus ou de carro e que custam bem menos do que você pensa e são mais interessantes do que você imagina.  Se um bom hotel custa caro, porque não se hospedar em um hostel ? ou até mesmo aproveitar o Couchsurfing (se hospedar na casa de pessoas desconhecidas)?!  Tem saído tantas matérias contando de pessoas que viajam com pouco dinheiro ou até mesmo sem nenhum centavo e ao final viveram experiências incríveis. 
Ok! A maioria dessas viagens é na Europa e são casos extremistas. Mas nada impede de adaptar para um destino brasileiro, de acordo com o seu planejamento financeiro.
Para ler essa matéria CLIQUE AQUI!

Para ler essa matéria CLIQUE AQUI!
Esses dias escutei uma pessoa lamentando que havia passado o feriado numa praia furreca do litoral do Paraná. Logo depois ela começou a falar dar roupas que estava usando:
– Esta calça custou R$ 800. Essa blusinha foi os olhos da cara, paguei R$ 750. Preciso mandar lavar naquela lavanderia mais cara, porque não pode estragar. 
Minha vontade na hora era de arrancar a roupa dela e correr trocar por uma passagem para a Europa. Como uma pessoa pode pagar mais de R$ 1500 numa roupa e dizer que não tem dinheiro para viajar? Juro que não entendo. Como diria a blogueira Fernanda, do Preciso Viajar: “É uma questão de prioridades!”. Eu não ligo de tirar 10 fotos com a mesma roupa se essas fotos forem feitas em 10 cidades diferentes.  A minha principal prioridade é viajar.
Casaco cinza passeando em Milão

Casaco cinza passeando em Veneza

Casaco cinza passeando em Madrid

Casaco cinza passeando em Salamanca 

Casaco cinza passeando em Lago di Como 
2 – “Não tenho tempo.” 
Essa é a outra clássica. 
– Férias são para ficar em casa, ir ao médico, cuidar das burocracias de banco, etc. Cuidar de mim. 
Discordo totalmente. Pra mim a palavra ‘férias’ está diretamente associada a viajar.  A não ser em raras exceções, como uma cirurgia ou algo assim. O próprio dicionário diz: Férias – período de descanso.  Você pode descansar em casa? Até pode. Mas sempre uma conta vai chegar, ou você vai precisar resolver alguma burocracia e vai pensar em trabalho. Ir ao médico, cuidar das contas, isso é possível fazer no horário do almoço ou no fim de semana. Se você não tem filhos, férias é um período que deve ser desfrutado com toda a vontade e desprendimento que a ocasião merece.
Não quer esperar as férias? Então aproveita o final de semana, ou o recesso do feriado e faz viagens mais curtas ou adaptadas. Tenho uma amiga que queria muito ir para o Uruguai no final do ano, quando terá uns poucos dias livres. Mas a passagem de avião estava cara. O que ela fez? Desistiu? Não! Comprou uma passagem de ônibus até Porto Alegre e de lá continuará a viagem de ônibus, parando nas cidades e conhecendo um pouco mais do que ela conheceria indo de avião. Vai demorar mais? Vai. É menos confortável? Pode ser. Mas as experiências certamente serão muito mais ricas. 
3 – “Meu namorado não pode ir junto.” 
Aqui seria previsível demais dizer ‘troque de namorado’.  O que acontece é que algumas pessoas quando namoram esquecem que tinham uma vida antes disso. Passam a viver como gêmeos siameses. Só faz se o namorado fizer, só vai se ele for. Isso, na minha opinião é apenas uma muleta, uma desculpa para não fazer.
 Primeiro que se num relacionamento você não tem a liberdade de um viajar sem o outro, já é bom rever isso aí. E segundo que, você pode gostar de frio e ele de praia. E então vocês nunca vão viajar juntos?!  Nunca vão viajar?!
Quando eu estava planejando minhas férias, uma amiga disse que iria me encontrar lá, que já tinha conversado com o namorado e iria viajar sozinha. Na hora, confesso que não acreditei muito. Afinal, a maioria das pessoas que eu conheço sofre dessa ‘síndrome de siameses’. Mas e não é que ela foi mesmo? Fiquei feliz de ver que o relacionamento dela tinha a maturidade suficiente para permitir que um dos dois viajasse sozinho, sem ter crise. E mais feliz ainda por ser ela, já que na maioria das vezes é a mulher que faz o homem de muleta para não viajar. 
O fato é que os relacionamentos são lindos e às vezes até duram para a vida toda. Mas a sua vida é única. É legal viajar de casal? Claro que é! Mas saber e querer viajar separado também ajuda a fortalecer uma relação, além de preservar o seu individualismo.
4 – “Prefiro investir em bens materiais.” 
Tenho duas amigas, praticamente da mesma idade. Ambas gastaram quase o mesmo valor. A diferença foi que uma preferiu comprar um carro à vista e a outra investiu numa viagem de volta ao mundo. Quem está mais certa? Não sei! Mas quem aprendeu e se divertiu mais? 
Casa… carro.. são bens necessários? São! Mas isso não quer dizer que para investir neles você tenha que abrir mão de viajar. 
Tenho ouvido muito:
– Comprei meu apartamento, agora não posso viajar tão cedo!
Oi? Da mesma forma que você separa todo mês a parcela do carro ou o financiamento da casa, também pode ter um cofrinho para ‘viagens’. Uma coisa não anula a outra. 
5 – “Não tenho companhia.” 
E por que não, viajar sozinha? Quer melhor companhia do que a sua? Poderia citar uma extensa lista de motivos pelos quais é uma delícia viajar sozinha. Mas pra mim o principal deles é: você viaja para conhecer pessoas! O lugar pode ser lindo, dos seus sonhos. Mas são as experiências que você vai ter com as pessoas lá, que serão as histórias que irá contar depois.  Você pode viajar sozinho, mas jamais ficará sozinho. 
Para viajar só é preciso uma coisa: GOSTAR! 

Pôr do Sol em Porto (Foto: Eliane Luz)




Ledinara Batista

Ledinara é jornalista, blogueira e estudante de turismo. Curitibana que adora turistar pela cidade, descobrindo lugares novos. Principalmente se esses lugares tiverem doces, guloseimas e Nutella! Suas descobertas estão aqui, no blog Férias NOW, onde dá dicas para você tirar férias, nem que seja em pensamento.

Leave a Reply